jump to navigation

Sephet 20/03/2010

Posted by aluzvioleta in Uncategorized.
trackback

Recolhida… acolhida

Entre o conhecido calor dos meus lençóis

No escuro, fecho os olhos para ver a luz

Que se acende no meu passado

Esquecido, mas não apagado.

Diáfanos e brancos panos cobrem o que eu já fui,

Negros e longos cabelos que já não são meus

Mas me pertencem.

Sou feita de asas, sou cercada de chamas,

Dedico oferendas a um deus ornado em ouro e noite.

Sephet… esse é o meu nome

Perdido nas areias do deserto,

Soprado ao meu espírito depois de vagar pelos séculos.

Sóror, Sephet, Sol

Sibilam meus lábios em tantas vidas!

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: